VEJA AQUI INFORMATIVO DIÁRIO >>>

 ALMANAK
 
 
 

Home        Perfil        Torres Revista Digital        Galerias        Links        Vídeos        Contato

 

  Voltar

      


27/01/2017 00h00
 

TRAMPERIAS
Um in-ceerto Presidente americano

 

 

 LEIA MAIS SOBRE TRUMP : http://www.paulotimm.com.br/site/downloads/lib/pastaup/Obras%20do%20Timm/170125122209TRUMP_2017_-_Coletanea.pdf

 

 

 

Tento resistir à tentação de escrever sobre DONALD TRUMP , na linha sugerida por um amigo jornalista de Brasília. que argumenta termos questões intestinas muito mais relevantes no Brasil, mas não consigo. Isso que me guio sempre pela máxima de Oscar Wilde, que aprendi muito jovem: “Só os fracos resistem à tentação”. Mas como resistir a um tsuname? Melhor admiti-lo e procurar alguma forma de sobrevivência.

Trump é, talvez, mais do um tsunami. Os Estados Unidos, quem sabe o mundo, ficarão marcados pela passagem deste estranho personagem, cujo próprio nome evoca o que os místicos chamam como sinalética: A “coincidência” não coincidente  de fatos, de números, de nomes. Trump, em inglês, significa fraude, algo calculado para decepcionar, coisas sem valor e sem importância. Não muito diferente do nosso familiar “trampa”. Pois estamos nas mãos ágeis de uma “trumpery”.  Tudo pode acontecer. Como assim?

Ora, Donald Trump contraria toda a lógica do capitalismo americano, que tem nas corporações multinacionais espalhadas pelo mundo inteiro o artífice da globalização. Não estão sozinhas neste processo. Também há multinacionais alemãs, francesas, chinesas e até brasileiras, como a PETROBRÁS. Mas como economia mais poderosa do mundo, as americanas têm papel relevante. Pois bem, agora TRUMP se dispõe a trazê-las de volta para recuperar empregos, vigor industrial e maior poder interno aos Estados Unidos. Isso, porém, é um golpe mortal na globalização, pois outros países tenderão a seguir o mesmo caminho, fechando-se cada vez no nacionalismo numa guerra comercial cujos limites tem sido, em outros tempos, o armamentismo e a guerra. Neste curso, Trump contraria, também, todo o sistema político americano, que sempre teve na defesa do livre comércio mundial um baluarte do crescimento econômico. Movido pela obsessão patriótica do “América First”, evocação do Movimento pacifista com mesmo nome, nos anos 1930, Trump já retirou os Estados Unidos do recém assinado Tratado Transpacífico - http://istoe.com.br/trump-assina-memorando-de-saida-dos-eua-do-acordo-transpacifico/  e chama a Washington o Presidente Peña Nieto, do México, um conservador atarantado, para rever o NAFTA. Ah...afogados náufragos...Adjetivamente, o novo Presidente retira dos arquivos da Casa Branca todos os arquivos escritos em espanhol, bem como os arquivos referentes às mudanças climáticas e de informação sobre minorias. Para coroar, assina nesses dias a construção do extenso muro na fronteira com México, numa humilhação explícita não só a este país, mas a toda a América Latina, definitivamente, o fim do progressismo liberal na América. Isso não é novidade,  o historiador Tony Judt em  seu artigo O Silêncio dos Inocentes : A estranha morte da America Liberal, último capítulo do livro “O século XX esquecido. Memórias e Lugares”, já nos advertia para isso há algum tempo.

Junto com a heterodoxia extrema com o livre comércio, Trump associa seu plano de governo a um grande impulso em obras públicas, numa reedição extemporânea, porque numa fase de franca recuperação do emprego, do New Deal, da década de 30. Não deixa claro o que pretende com esta orientação. Trata-se de mais uma garrafa ao mar. A se efetivar o esforço, diante do alto nível de endividamento do Governo americana, tudo indica que só contribuirá pela elevá-lo ainda mais, trazendo à tona os dias cinzentos vividos pelo Presidente Obama, de falta de recursos para abrir as portas de parques e museus, sem contar os efeitos inflacionários de tal recurso, levando, por este lado, a uma grande flutuação no valor do dólar.

Neste ímpeto regressista, em busca da recuperação da grandeza da América, como se fosse um filho do decapitado Luiz XVI,  em  revanche anti revolucionária, Trump enfrentará duas fortes oposições internas, além, claro, das adversidades geopolíticas internacionais afetadas: a vanguarda intelectual sintonizada  com os avanços dos direitos de minorias, ambientais e diversos conquistados no século XX e consagrados na Era Obama e os interesses das finanças, há muito descoladas da economia real. Não por acaso, George Soros, um dos maiores investidores do mundo, vocifera e promete livrar-se o quanto antes de Donald Trump. Curiosamente estes duas vertentes estavam conjugadas em torno da candidatura Hillary Clinton, no que foi, certamente, um dos fatores de seu relativo fracasso. Mais dia menos dia, separar-se-ão, pois são incompatíveis. A financeirização do capitalismo é o pecado maior da globalização e fator de imobilização de suas conquistas. Neste sentido aliás, Trump revela-se como uma espécie de vanguarda do atraso, pois, com suas ideias retrógradas, estranhas ao mundo de Wall Street e das finanças poderá ser um fator de desestabilização das finanças. Resta saber, o que sobrará depois deste vendaval provocado pela presença de um rinoceronte intolerante e controlador, na Casa Branca.

 
0
   

 
 
 
 

20/11/2017
RS_TERRA-HOMEM-HISTÓRIA - Coletânea

10/10/2017
CATALUNHA_Reflexões laterais

21/09/2017
LA MERKEL NA BERLINDA. MAIS DO MESMO

21/09/2017
O MILAGRE ALEMÃO

20/09/2017
Estudos Riograndenses . Coletânea -2017 Partes I a V

11/08/2017
RS_FINANÇAS PÚBLICAS - Coletanea P.Timm org

31/07/2017
VENEZUELA HOJE_Coletânea - P.Timm org.

07/07/2017
VER E VIVER EM PORTUGAL_Atualiz. Jul 07 - 2017

28/06/2017
DOUTRINO DO CHOQUE_Atualiz.

26/06/2017
VER E VIVER EM PORTUGAL_Atual.2017

17/06/2017
BASTA! - Coletânea CONJ.NACIONAL - P.TIMM org.

21/03/2017
A CRISE DOS FRIGORÍFICOS - Coletanea

19/03/2017
EMPREGO_INOVAÇÕES E ROBOTIZAÇÃO

15/03/2017
REFORMA DA PREVIDENCIA_Atualização Mar-15

13/03/2017
HÁ DE SER VER. HÁ DE...

04/02/2017
A FRANÇA DA HUMON _ Europa e reformaS- Coletânea

25/01/2017
TRUMP E AS ELEIÇÕES_2017 - Coletânea

04/10/2016
ELEIÇÕES 2016_Coletânea - P.TIMM Org. - out04

12/09/2016
ERA PETISTA_Atualização set12 - Parties II e I

03/09/2016
A DOUTRINA DO CHOQUE E O FIM DO NEOBERALISMO

13/08/2016
VER E VIVER EM PORTUGAL_Impressões_Indicações

10/08/2016
RIO 2016 - Dossiê

26/07/2016
O OCASO DO PT _Atualização 26-jul

23/07/2016
TURQUIA: GOLPE_AUTOGOLPE_CONTRAGOLPE-2016

22/07/2016
ESQUERDA, VOLVER! - Coletânea Alternativas Europa

22/07/2016
ESCOLA SEM PARTIDO (?) - Coletânea art. recentes

17/07/2016
A SEDUÇÃO COMO ENIGMA - Col.- P.TIMM org. Atualização

16/07/2016
MARX E O MARXISMO NO BRASIL_Coletânea

10/07/2016
É A ECONOMIA ESTÚPIDO! - Notas para a compreensão da crise econ.

28/06/2016
BREXIT: SERÁ O FIM DA UNIÃO EUROÉIA? - Coletânea

 

Ver todas >>>

 

 

 
 

PAULO TIMM - 2011 Copyleft - Esse site é adepto do COPYLEFT ficando livre a reprodução por todos os meios.